It’s a long yesterday

Um ou dois corpos, seis no máximo.
It’s a long yesterday é um exercício sobre o desejo, a fratura e a multiplicação.

Para este projeto – como criadoras e intérpretes do mesmo -, somos movidas pelo propósito pessoal e íntimo de trabalhar sobre a nossa condição de irmãs gémeas – e do que isso representa para nós – como ferramenta de investigação para refletir sobre a potencialidade de um corpo impreciso porque múltiplo. Assim sendo, partimos de um conceito sempre presente no nosso universo biográfico – a semelhança. Conceito por si só dúbio, já que aquele que é semelhante não é igual nem diferente, mas é colocado num espaço intermédio entre os dois opostos. Semelhança não é mais do que um espaço de indefinição, de anonimato, e por isso mesmo é um lugar de abertura para múltiplos sentidos e significados. It’s a long yesterday” situa-se nesse lugar intermédio: entre o igual e o diferente, entre o uno e o múltiplo, entre um gesto de amor e um
gesto de ódio.


Créditos

Criação e interpretação: Carminda Soares e Maria R. Soares
Música original: Antonio Marotta
Vídeo: Alberto Seixas
Olhar externo: Cristina Planas Leitão, Lara Russo, Rogério Nuno Costa e Susana Otero.
Co-produção: Companhia Instável e Teatro Municipal do Porto;
Apoio financeiro: República Portuguesa – Cultura | DGARTES – Direção Geral das Artes
Apoio à residência: Companhia Instável, Visões Úteis, TUP – Teatro Universitário do Porto, Circolando, Associazione Culturale Alchemilla (IT)
Administração: Sekoia – Artes Performativas